Laboratórios

NÚMERO DE LABORATÓRIOS DISPONÍVEIS E RESPECTIVAS ÁREAS FÍSICAS.

1- Parque Experimental de Saneamento e Bioenergia: O Parque Experimental de Saneamento e Bioenergia ocupa uma área física de 2.100 m2 onde são realizadas grande parte das pesquisas em saneamento. Nele estão instalados diversos pilotos para tratamento de águas residuárias e uma estação de tratamento de águas de abastecimento (0,5 L/s). Uma edificação contém sala de professores e sala de estudos. Os banheiros apresentam um sistema de coleta diferenciada e tratamento de águas amarelas, cinzas e negras para reuso não potável além de um protótipo de captação e desinfecção de águas de chuvas para uso na edificação. Um sistema de tratamento de águas cinzas para reúso predial a base de reatores anaeróbios com membrana de micromilfiltração, com capacidade de produzir 900 L/dia de água de reúso, encontra-se ali instalado. Foi construído como parte de um Projeto de Doutorado um fotobiorreator para crescimento e recuperação de biomassa de microalgas derivadas de efluentes de tratamento de esgoto, com aparato experimental de 6 linhas de 8 metros cada (200 mm) alimentado com efluente de reator UASB tratando esgoto doméstico.
2- Laboratório de Saneamento (LABSAN): Área total de 280m2, consistindo de uma sala de análises físico–químicas, uma sala de análises microbiológicas e quatro salas de biologia molecular, apresentando plena capacidade de análise de qualidade de águas e também análises de patógenos de veiculação hídrica. Recentemente o laboratório de Microbiologia, passou a incorporar uma série de rotinas de análises de biorremediação, incluindo respirometria anaeróbia, respirometria aeróbia e ecotoxicidade (Microtox) para análise de contaminantes e micropoluentes, especialmente para atender ao programa de petróleo e gás recentemente implementado. No Laboratório de Microbiologia foi recentemente implementado câmaras de crescimento de microalgas para o processo de seleção e caracterização de microalgas em sistemas anaeróbios de tratamento de efluentes. Foi também incorporado em 2012 um sistema de análise de ecotoxicidade por bactérias luminescentes (Vibrio fischeri) visando atender novos parâmetros de caracterização de efluentes e seus tratamentos. O Laboratório de Biologia Molecular, adquiriu em 2011-2012 um sistema de avaliação de amostras ambientais por PCR em tempo real (qPCR) visando atender aos diversos projetos da área de saneamento com demanda em caracterização e quantificação de microrganismos com difícil fase de cultivo. Alguns equipamentos foram incorporados nos últimos anos: Sistema de Filtragem e produção água Ultra Pura Millipore Direct Q UV; Bomba Peristaltica Watson Marlow 120; Fluorímetro de bancada Quantifluor ST 80; Leitora de Microplacas tipo Elisa UV Visivel ASYS UVM 340; Ultrasonic Homogeneizer 300 VT Biologics Inc; Analisador de Óleos e Graxas TOG/TPH Wilks HATR2; Shaker Solab SL222 + Shaker Novatecnica NT 712; Reator de Bancada Tecnal 15 L com controle bombas aeração e termostatização TEc Bio 2; Sistema Microtox de análise ecotoxicológica.

3- Laboratório de Cromatografia (LABCROM): Constando de sistema completo de CLAE (HPLC), Cromatografia de Gás (GC) e sistema de liofilização completo. Em 2012, foram adquiridos um Sistema de Cormatografia Gasosa com Espectrometro de Massa e Dessorção Térmica (GC-MS-TD), um Sistema de Cormatografia Gasosa com detector Pulsed Flame Photometric (PFPD), com precisão aumentada para compostos de Enxofre e Fósforo, e um Espectrometro por Fluorescência de Raios-X para análise elementar para elementos desde Na até U. Lifilizador Labconco 10 L Freezone 6, Espectrofotometro UV Visível, Leitora de Microplacas tipo Elisa UV Visivekl UVM 340. O uso deste laboratório é compartilhado pelas áreas de Saneamento e Poluição do Ar.

4- Laboratório de Águas de Abastecimento: o Laboratório de Águas de Abastecimento contém sistemas de Jar Test, turbidímetros, phâmetros, fotocolorímetros, oxímetros e condutivímetros para análise de qualidade de águas de abastecimento. Sistemas de bancada de micro, ultra e nanofiltração.

5- Laboratório de Gestão em Recursos Hídricos (LABGEST): O LabGest foi criado em 2006 a partir da reestruturação do Departamento de Engenharia Ambiental (DEA) da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), e atua em ações focadas principalmente na área de Recursos Hídricos (RH) e desenvolvimento sustentável local e regional, por meio do desenvolvimento de estudos de pesquisa e extensão. As principais áreas de atuação do grupo são: Instrumentos de gestão de recursos hídricos; integração da gestão de recursos hídricos com a gestão territorial; gestão integrada de recursos hídricos e agricultura; gestão da informação sobre recursos hídricos; conservação e manejo de água, solo e floresta em pequenas e micro bacias hidrográficas de base agrícola familiar no Espírito Santo. Seguindo demandas da ciência e tecnologia, traz como prioridade o desenvolvimento de projetos que dêem subsídios à consolidação da Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH) e a construção de uma proposta científico-acadêmica ampla para a gestão das águas. A infraestrutura do LabGest consiste atualmente de salas de reunião e estudos equipadas com computadores, notebooks, impressoras, dentre outros. Além da infraestrutura básica, o LabGest conta ainda com equipamentos utilizados em trabalhos de campo adquiridos com recursos advindos principalmente do CNPq e da FAPES, tais como: GPS, Máquinas fotográficas digitais, equipamentos de avaliação de irrigação, Estufas, equipamentos para monitoramento e análises laboratoriais na área de hidrossedimentologia, bem como para desenvolvimento de estudos em laboratório sobre hidrodinâmica de reatores. Como Grupo de Pesquisa vinculado ao CNPq, o LabGest constitui-se de professores dos Departamentos de Engenharia Ambiental e Geografia da UFES e conta com colaboração direta do Nemps (Núcleo de Estudos sobre Movimentos e Práticas Sociais). Isto demonstra a busca pela interdisciplinaridade e integração Interdepartamental.

6- Laboratório de hidráulica e monitoramento ambiental (Hidrolab): O Hidrolab está capacitado para estudos de hidráulica de condutos livres e forçados, além de monitoramento ambiental de vários parâmetros, incluindo quantidade e qualidade da água, sedimentos, hidrodinâmica de regiões estuarinas e costeiras, estudos de batimetria e assoreamento de corpos d'água e também monitoramento de clima. Objetiva o desenvolvimento de estudos para o aprimoramento de metodologias e técnicas de monitoramento, além da aquisição de dados para a realização de pesquisas. Possui um canal de ensaios com declividade variável para estudos de escoamento a superfície livre, além de módulos experimentais de Mecânica dos Fluidos e Hidráulica Básica, utilizados em aulas experimentais da Graduação e principais equipamentos de pesquisa. Laboratório de Simulação de Escoamento com Superfície Livre (LABESUL) – tem como principal objetivo desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão nas áreas de Mecânica dos Fluidos, Transporte de Massa e Energia, e Termodinâmica, que envolvam assuntos relativos ao escoamento de fluidos com superfície livre. O Laboratório vem desenvolvendo pesquisas na área de Recursos Hídricos Costeiros. Dentre os seus principais objetivos está o entendimento dos processos físicos, químicos e biológicos que se processam no interior dos corpos d'água, usando a modelagem matemática e numérica, e a visualização gráfica aliados ao uso de micro-computadores. O desenvolvimento e o aprimoramento de códigos computacionais assim como a aplicação dos mesmos a estudos de problemas ambientais são atividades que vêm sendo desenvolvidas no nível de graduação e pós-graduação, envolvendo os cursos de Oceanografia, Engenharia Ambiental, e o Programa de Pós Graduação em Engenharia Ambiental (PPGES). A infra-estrutura atual do laboratório é composta por 1 sala, 6 micro-computadores, impressoras e softwares de código aberto disponíveis na comunidade cientifica. O LABESUL conta com a participação de pesquisadores do INPE/SP, UFF/RJ e FAESA/ES.

7 - Laboratório de avaliação e sistemas de suporte à decisão em recursos hídricos: Este laboratório objetiva o desenvolvimento de estudos e pesquisas na avaliação qualitativa e no desenvolvimento de ferramentas computacionais para apoio à tomada de decisões em recursos hídricos. Atua especificamente em atividades de desenvolvimento de aplicativos computacionais relativos à quantidade e qualidade de água, visando o embasamento de decisões, por parte de empresas, órgãos públicos e comitês de bacias, a respeito da gestão de recursos hídricos, incluindo as relacionadas com a outorga e a cobrança de recursos hídricos. Com a finalidade de avaliação de recursos hídricos desenvolve, em parceria com o Laboratório de Hidráulica e Monitoramento Ambiental, atividades de campo incluindo medições de descargas líquidas, sondagens in situ e coleta de amostras para análises laboratoriais de parâmetros de qualidade de água. A partir das informações desenvolve análises estatísticas e gráficas, comparações com padrões legais e análises de tendências.

8 - Pátio de compostagem e triagem de resíduos sólidos: 470 m2. Localizado em área contígua à ETE-UFES, o Pátio de compostagem e triagem de resíduos sólidos possui dimensões de 20 x 22 m, e possui também por uma edificação com cobertura primária e bancadas de trabalho de 30 m². Essa estrutura possui em área delimitada por cerca metálica e com portões de acesso.

9 - Laboratório de Caracterização Ambiental de Resíduos (LACAR): O Laboratório de caracterização ambiental de resíduos (LACAR) localiza-se na área do antigo ITUFES-CT no prédio CT-V, na Sala 01 do LEMAC - Laboratório de ensaios de materiais de construção, e também atende ao curso de Pós-graduação em Engenharia Civil da UFES. O LACAR possui duas salas, sendo uma sala exclusiva para o uso do espectrômetro de emissão ótica (ICP-OES) da marca Varian, modelo 715-ES com sistema de exaustão de gases instalado, e outra sala para ensaios de caracterização ambiental de resíduos equipada com bancada de madeira, capela de exaustão de gases, pia com bancada de mármore, além de estufa e geladeira. O principal objetivo do LACAR é realizar ensaios de caracterização ambiental de resíduos sólidos baseados nas normas da ABNT e metodologias científicas.

10 - Laboratório de Gestão do Saneamento Ambiental (LAGESA): Localizado no prédio CT-IV, sala 20, possui área total de 60 m², sendo composto por um laboratório de informática com 8 estações de trabalho, onde são desenvolvidas atividades de apoio à elaboração de políticas públicas (planos, programas, projetos e ações) relacionadas ao saneamento ambiental. Além disso, o LAGESA desenvolve ações que propiciem o desenvolvimento conjunto da UFES e da sociedade local, por meio de práticas extensionistas no âmbito do saneamento ambiental.

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910