Histórico

O Programa de Mestrado Profissional em Engenharia e Desenvolvimento Sustentável foi implementado originalmente em 2011 com o nome de Mestrado Profissional em Engenharia Sanitária e Saúde Pública. A partir de 2012 foi sugerida e aprovada a mudança de sua denominação, abrangendo assim, outros temas e linhas de pesquisa, principalmente nas áreas de resíduos sólidos, energia e gestão, além daquelas já em desenvolvimento. A partir de 2012 foram selecionadas novas turmas de ingressantes e o interesse pelo Programa permanece elevado.
Os cursos de pós-graduação (stricto sensu e lato sensu) ministrados pelo Departamento de Engenharia Ambiental (DEA) têm sido responsáveis pela formação de praticamente a totalidade de especialistas e mestres que atuam no Espírito Santo. Os egressos de ambos os cursos têm prestado uma inestimável contribuição ao estado, bem como a outras regiões do país, atuando em órgãos públicos, universidades e empresas privadas nas áreas afins.
Dentro dessa perspectiva, e verificadas as dificuldades de acesso por parte dos profissionais atuantes nas mais diversas áreas (público e privada) aos programas de pós-graduação strictu sensu que funcionam na modalidade acadêmica, em 2008 os docentes do DEA/UFES, muitos destes professores permanentes ao PPGEA, decidiram pela criação do Programa de Pós-graduação em Engenharia e Desenvolvimento Sustentável (PPGES) na modalidade Profissional. Devido às características multidisciplinares, o curso foi lotado diretamente no Centro Tecnológico, dando a oportunidade de outros centros acadêmicos atuarem na formação do curso. Assim, o PPGES teve início em 2008 com a Portaria nº 458, de 10 de abril de 2008, do Ministério da Educação e foi criado com a intenção de capacitar os profissionais para atuarem em empresas públicas e privadas envolvidas com ações de saneamento ambiental, divulgando o conceito de produção limpa como alternativa para o equacionamento dos problemas de saúde pública e de preservação ambiental. A turma selecionada ao final de 2010 teve início no primeiro semestre de 2011, quando o curso passou a funcionar de forma regular.
O órgão de deliberação do PPGES é o seu Colegiado Acadêmico constituído de um Coordenador Geral e um Coordenador Adjunto, pelos professores permanentes e colaboradores do Programa e representantes discentes eleitos em número e forma definidos pela legislação em vigor. Desde sua criação, o colegiado, inicialmente com 13 professores permanentes e 02 colaboradores, passou por diversas atividades para organização em seu Projeto de Desenvolvimento Institucional. Hoje o PPGES conta com 18 Professores entre permanentes e colaboradores. O programa funciona no nível de Mestrado stricto sensu na modalidade Profissional e está estruturado em duas áreas de concentração, a saber: Saneamento Ambiental e Saúde Pública; e Gestão Sustentável e Energia.

Alunos Formados e Matriculados:O programa já formou 31 mestres e conta com 77 alunos regularmente matriculados, todos no mestrado.

Nome dos coordenadores e coordenadores-adjuntos:Período: 2014-2016
Coordenador: Renato Ribeiro Siman.
Coordenadora Adjunta: Glicia Vieira dos Santos.

Histórico do conceito CAPES do programa:Período de Avaliação: . . . . . . .Conceito:
2013-2016. . . . . . . . . . . . . . 3 (Regular). . . .
2010-2012 . . . . . . . . . . . . . . 3 (Regular)

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910